terça-feira, agosto 22, 2006

O Negócio do Futuro

Puta que pariu! Peço desculpas pelo tom, mas esse é o único jeito de colocar para fora um sentimento que assola todos os cariocas e creio que também os paulistas nas grandes cidades.

Você abre as janelas da sua casa depois das 22 horas e o que vê? NINGUÉM! No máximo um carro ou outro passando pela rua! Um verdadeiro deserto! É isso no que as nossas cidades estão se transformando! A cada dia temos mais e mais aparelhos super confortáveis que nos prendem em casa, afinal, hoje temos a internet, o dvd e o serviço deliver que entrega qualquer coisa no seu endereço!

Eu acredito que nem você agüenta mais a expressão “deixar de” por causa da violência, das armas, da guerrilha instalada, da corrupção, das balas perdidas.

Ontem uma mulher que pegava a filha em uma festa, na Barra, foi atingida ao passar pela Linha Amarela na volta para casa. Ela justifica a atitude de buscar a filha usando o argumento de que “a violência está muito grande”.

Ai eu me pergunto: até quando eu vou abrir minha janela e olhar o deserto em que se tornou a minha rua?
Quantas vezes eu vou deixar de ir a uma festa?
Quantas vezes eu vou deixar de usar meu celular bonitão?
Quantas vezes eu vou deixar de comprar um carro chique?
Quantas vezes eu vou deixar de andar bem vestida quando pego o ônibus?
Quantas vezes eu vou ter de esconder minha carteira?
Quantas vezes eu vou ter de tirar meus brincos, anéis e pulseiras?
Quantas vezes eu vou ter de ficar em casa vendo DVD?
Quantas vezes eu vou ligar pra alguém de madrugada para saber se “chegou bem”?

Vou dar um conselho aos grandes empresários: ou vocês investem em segurança pública ou vocês criam uma linha de produtos que não seja de interesse dos bandidos (aqueles que ninguém vai querer te roubar)! Esse é o mercado do futuro!!!

2 comentários:

Little Monica disse...

É isso ai samyta!!! colocando a boca no trombone!!!
Mas vou te falar...esse negócio de "deixar de" é meio perigoso...se eu "deixo de" conforme a sua listinha porque tenho a alternativa de ficar em casa, beleza!! O pior é se a moda pega eu "deixo de" porque já estou a 7 palmos...Isso sim é que o negócio do futuro...(que as funerárias não me ouçam!)
Adoreeei o blog!

Personal Táxi disse...

Quando o sistema capitalista for menos perverso e o ser humano, entender que, o Dinheiro, não é tudo na vida. A sociedade vai se organizar, para vencer as amarras políticas; ás quais, somos submetidos. Sem essa atitude, nada disso irá mudar e o negócio do futuro serão as clínicas psiquiátricas e as falsas religiões. Creia Nisso.